impermeabilização líquida 

Os Sistemas de Impermeabilização Líquida (SIL) destinam-se a aplicações difíceis de realizar com as membranas tradicionais de estanquidade.

Permitem o transito pedonal diretamente na membrana de impermeabilização, sem necessidade de proteção adicional, como betão, acabamento cerâmico ou lajetas sobre suportes.

 

QUAIS SÃO AS APLICAÇÕES DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO LÍQUIDA?

- Obras onde seja impossível impermeabilizar com membranas tradicionais: degraus, corredores, escadas, áreas húmidas, canais ...

- Obras que não permitam uma sobrecarga de peso ou incremento da espessura, especialmente na reabilitação de varandas, galerias, pequenos terraços.

- Espaços em que é imperativo um pavimento contínuo sem sobreposições ou juntas, como por ex: salas de operação, laboratórios, cozinhas industriais ...

- Trabalhos em que é proibido o uso de chamas.

- Trabalhos em que é muito difícil o acesso com equipamentos volumosos.

APLICAÇÂO DE IMPERMEABILIZAÇÃO LÍQUIDA PARA UMA OBRA BEM SUCEDIDA

Existem algumas regras comuns a todos os sistemas de impermeabilização líquida que devem ser rigorosamente respeitados:

- A temperatura de utilização das resinas deve estar entre +5º e + 35º C. No caso das resinas de P.M.M.A. há exceções em que a resina e o suporte podem ter valores próximos de zero.

- O suporte deve estar seco, coeso e limpo: sem poeira, gorduras ou materiais soltos.

- A resina deve ser homogeneizada antes da sua utilização, tendo especial cuidado em remover completamente o material da base e nos bordos das latas.

- Preparar o material para ser utilizado no prazo de 24 horas após a preparação.

- O uso do primário correspondente é obrigatório (exceto para os produtos Textop e Campolin), o primário atua como barreira de humidade do suporte.

- Os tempos de secagem e revestimento devem ser rigorosamente respeitados, dependendo de cada sistema particular.

- O tratamento das platibandas e pontos singulares é realizado antes da colocação da resina na parte horizontal.

PREPARAÇÃO DO SUPORTE

Eliminação preliminar de todos os materiais não aderentes ao suporte, especialmente em obras de reabilitação, onde é essencial limpar o suporte original, através dos meios mais adequados de acordo com o tipo de intervenção e suporte, o lixamento é um bom procedimento de saneamento sendo vulgarmente utilizado.

APLICAÇÃO DE PRIMÁRIO

O primário garante a boa aderência da resina impermeável, ao mesmo tempo que funciona como uma barreira de vapor, evitando a passagem de vapor de água do suporte. O primário é aplicado com pincel ou rolo em camadas cruzadas.

O consumo, o tempo de secagem e o recobrimento variam segundo cada sistema. O aspecto final do primário deve ser brilhante, caso contrário será necessária outra camada de primário. Após 48 horas da aplicação do primário, este fica vitrificado, de modo que será necessário proceder com um leve lixamento do suporte para garantir a adesão da membrana impermeabilizante.

ARMADURA DE REFORÇO

Todos os pontos e superfícies susceptíveis de serem rompidos (ângulos, platibandas, elementos emergentes, elementos passantes, união de diferentes materiais, ...) devem ser reforçados com a armadura de reforço correspondente. A operação consiste na colocação da armadura de reforço na 1ª camada de resina e a subsequente saturação do reforço com a resina.

APLICAÇÃO DA RESINA

Inicia-se a aplicação nas partes verticais com a ajuda de um rolo ou pistola de ar.

Posteriormente será aplicado nas partes horizontais, garantindo uma aplicação em várias camadas cruzadas. O número de camadas a serem aplicadas depende do sistema. É imperativo respeitar os tempos de secagem e recobrimento indicados em cada sistema.

Tempo de secagem: tempo a partir do qual é possível circular pelo revestimento para continuar com a instalação.

Tempo de recobrimento: tempo necessário para aguardar a aplicação da próxima camada. Passado este período, deve-se aplicar uma nova camada de primário e garantir a adesão da membrana impermeável.

Tempo para colocar em serviço: tempo mínimo necessário para o acesso do tráfego.